seleção musical e identidade

A Orquestra do Limiar dá uma especial atenção a formação de público e a composição de novas peças para orquestras da corda. Nos últimos anos, encomendou e estreiou várias músicas de compositores brasileiros, como as seguintes:

• Liduino Pitombeira – Limiar, 2014
• Marcos Scheffel – O Vergel, 2014
• Kleberson Buzo – Alla Piazzola, 2014
• Beetholven Cunha – Momento Nordestino n.1 para violino e cordas, 2014
• Clovis Pereira Santos – Velame, 2013
• Ernani Aguiar – Noturno, 2012
• Ronaldo Miranda – Ponteio e Dança, 2010
• Clóvis Pereira Santos – Cantiga, 2010
• Ernani Aguiar – Momentos V, 2009
• Edmundo Villani-Cortes – Pequena Serenata para Cordas, 2009
• Clovis Pereira Santos – Mourão 2, 2009
• Felipe Senna – Gabriela, 2008
• Matheus Bitondi – Adagio, 2008
• Samir Rahme – Miguilim, 2007
* Arranjos especiais para cordas feitos por Marcos Scheffel (atual spalla da Orquestra do Limiar)

Por apresentar-se em locais não convencionais como os saguões de hospitais, e para um público o qual tem seu primeiro contato com uma orquestra de cordas, o repertório executado pela Orquestra do Limiar faz um passeio pela história da música: de barrocas de Vivaldi, Bach, Corelli, Pergolesi, Haendel e Pachebel; clássicas como Mozart e Haydn; românticas como Grieg, Tchaikovky, Fauré, Strauss Jr, Sibelius, Brahms, Delibes e Nielsen, até as peças modernas como as de Bela Bartok, Paul Hindemith.

Dos compositores brasileiros que compõe o repertório da orquestra, podemos destacar Villa-Lobos, A. Nepomuceno, Ernani Aguiar, Ronaldo Miranda, Felipe Senna, Clovis Pereira Santos, Guerra Peixe, Vilani-Cortes, DiSabatto, Claudio Santoro, Francisco Mignoni, E. Mahle, Samir Rahme, A.Levy, Fructuoso Viana e Carlos Gomes.

Da nossa MPB a orquestra toca obras de Chico Buarque, Milton Nascimento, Tom Jobim, Ernesto Nazareth, Antonio Nóbrega, Flavio Venturini, Pixinguinha e Ari Barroso.

Dos artistas internacionais, destacamos Astor Piazzola, Ennio Morricone, Beatles e Carlos Gardel.